Voltar

O interior do Brasil e as grandes franquias

Imagem: Intelligent HQ

Imagem: Intelligent HQ

População com poder aquisitivo e baixos custos de locação. Essa é uma poderosa combinação para atrair franquias poderosas nas capitais brasileiras para as cidades interioranas. O custo-benefício é interessante e, por isso, regiões não metropolitanas passam a abrigar marcas que antes só eram encontradas em grandes centros urbanos. Com um trabalho bem planejado e estruturado, os resultados podem ultrapassar os obtidos nos grandes polos.

Mas como no mundo dos negócios os caminhos raramente são estradas de tijolos amarelos, é preciso determinação para alcançar o sucesso. Para investir em uma franquia é preciso determinação, foco e disciplina. O franqueado deve fazer um profundo estudo sobre o local onde pretende instalar sua loja da marca, a infraestrutura da franqueadora, o potencial de receptividade e aceitação do público… Há uma série de fatores que podem significar o êxito ou fracasso nesse ramo.

Busque atentar, primeiramente, para a capacidade que a cidade tem de atração. Moradores de cidades próximas frequentam? A população local faz compras por lá ou prefere se descolar e resolver outros assuntos todos de uma vez? No caso de alimentação, por exemplo, é preciso conhecer bem o público, pois em cidades do interior as pessoas têm o hábito de comer em casa. Tenha uma noção do fluxo de cidades vizinhas, do calendário de eventos… Como – e quanto – essa cidade pode atrair e o que isso traria de bom para a franquia?

Saiba diminuir o risco de rejeição. Ainda que franquias representem marcas que geralmente já são consagradas e têm a confiança do público, em cidades pequenas pode ser necessário reforçar essa imagem. Faça degustações, dê amostras grátis, realize eventos de divulgação. É preciso fazer um trabalho de marketing ainda mais incisivo e mostrar que a marca chegou e merece reconhecimento.

Entenda a cultura regional, pois ela afeta o potencial de consumo. Em grandes capitais é comum que as pessoas façam compras em shoppings, por exemplo, mas há cidades onde a preferência geral é por lojas de rua. A população pode valorizar mais o preço ou o ambiente, o lazer ou a praticidade corriqueira do dia a dia. Há uma série de peculiaridades que impactam o desempenho da franquia. Conheça-as.

Estabeleça e siga um cronograma. Não é porque é franquia de marca já estabelecida que o sucesso vai vir rápido. A marca pode ser desconhecida na região. Com base em tudo que se pesquisou a respeito desse investimento, monte um cronograma detalhando cada etapa e processo que deverá ser feito para estabilizar a franquia no local.

Você já abriu alguma franquia? Tem vontade de abrir uma? É franqueador? Dê suas dicas nos comentários!

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print