Voltar

Um dia sem discriminação

Imagem: My Lot

Imagem: My Lot

Hoje, 21 de março, é uma data para se conscientizar. Além de ser o Dia Internacional Contra a Discriminação Racial, é também o Dia Internacional da Síndrome de Down. E a escolha desse dia em particular não é aleatória. Pelo contrário, está repleta de significado.

Neste mesmo dia, em 1960, 20 mil negros protestavam na cidade de Joanesburgo, capital da África do Sul, pelo fim do passe que os obrigava a andar com cartões de identificação especificando as áreas em que podiam circular. Apesar de ser uma manifestação pacífica, o exército atirou contra a multidão. 69 pessoas morreram e outras 186 ficaram feridas. Para relembrar a tragédia, uma mancha na história da humanidade, a Organização das Nações Unidas (ONU) declarou, em 1976, que 21 de março seria o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial.

Já a Síndrome de Down é lembrada no dia de hoje por causa de uma curiosidade científica. Primeiro de tudo, é preciso entender que não é uma doença, mas uma simples variação genética, causada por um pequeno erro na divisão celular na formação do feto. Todas as pessoas possuem 23 pares de cromossomos. Aquelas que possuem a Síndrome de Down contam com um a mais no par de número 21, ou seja, 3 cromossomos. Daí a data: 21/03.

O Brasil conta com diversos programas de inclusão social para todos, sejam diferentes em sua quantidade de melanina ou no número de cromossomos. Afinal, como a própria ciência já provou diversas vezes, as diferenças que nos separam são praticamente nulas. Somos todos humanos, como mostra o filme Colegas.

Aproveite a data para se conscientizar e passar a mensagem de que, no fundo, todo mundo é igual e merece ser tratado com o mesmo respeito.

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print