Voltar

Quais são os efeitos colaterais dos tablets?

Ontem, publicamos a primeira parte do artigo de Cezar Taurion sobre o futuro da tecnologia: Daqui a 10 anos os tablets vão substituir os desktops? (clique aqui para ler e continuar depois neste post). Agora Veja os efeitos colaterais que os tablets irão trazer para a tecnologia e as empresas.

Cezar Taurion

Por Cezar Taurion
Gerente de Novas Tecnologias Aplicadas/Technical Evangelist da IBM Brasil

Mas, os tablets geram alguns efeitos colaterais interessantes. Por exemplo, impressoras. A dupla desktop + impressora tende a deixar de existir. Já com os laptops isso já acontece. Nas empresas você não vê laptops acoplados a impressoras, mas todos compartilhando uma impressora de maior capacidade. Com tablets e as suas facilidades de visualizar com nitidez conteudo gráfico e textuais, para que imprimir? Aliás, uma pesquisa interessante feita pelo Reynolds Journalism Institute da Universidade do Missouri, nos EUA mostra que 11% dos usuarios de iPad já cancelaram suas assinaturas de jornais em papel e 31% disseram que pretendem fazer isso em breve. A pesquisa está disponivel em http://www.rjionline.org/news/rji-dpa-fall-2010-ipad-survey-results. Se eu fosse um fabricante de impressoras estaria preocupado com a crescente popularização dos tablets…

Outro efeito colateral vai aparecer nos discos rigidos. Um tablet utiliza discos solid-state e não discos eletromecânicos. Cada tablet que substitui um novo laptop ou desktop é um disco rígido a menos. Isso pode ser preocupante para os fabricantes, pois pelo menos 50% dos discos fabricados vão para os PCs. Por outro lado, a boa notícia para eles é que a disseminação dos tablets aumenta a demanda pela computação em nuvem e as nuvens demandam mais e mais discos.

Um terceiro efeito colateral dos tablets é na indústria de games. Com o aumento da capacidade computacional dos tablets e suas telas de alta resolução, porque jogar em um PC e não em um tablet? É bem possivel vermos um deslocamento dos games para tablets. Em 2010, os games já representavam, em termos de downloads, mais de 60% das top-10 aplicações free e 90% das aplicações pagas na App Store.

E finalmente, o uso dos tablets, principalmente visulização de videos, demanda uma maior pressão por banda larga, seja 3G, 4G ou Wi-Fi. Este é um desafio para países ainda deficientes de banda larga, como o Brasil.

O que concluimos? Os tablets vão provocar muitas mudanças nos nossos hábitos de usar a computação e afetar algumas das indústrias de TI estabelecidas. Mas, mudanças fazem parte da vida e estamos entrando em um novo ciclo tecnológico. Os PCs, de 1981, são a espinha dorsal do ciclo atual. Os tablets e smartphones serão a do novo.

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print