Voltar

Por um home office eficiente

Por um home office eficiente

Trabalhar de casa não é nenhum bicho de sete cabeças.

O home office é uma poderosa tendência no mercado de trabalho, visto que dá mais liberdade aos colaboradores e corta custos como transporte e refeição. Entretanto, é preciso ter responsabilidade, pontualidade e compromisso, como se efetivamente estivesse na empresa. Mas e quando trabalhar de casa não é uma opção, um acordo feito previamente? E quando é uma emergência, um caso isolado?

Durante a noite, madrugada e manhã entre os dias 10 e 11 de dezembro de 2013, a região metropolitana do Rio de Janeiro foi castigado com uma tempestade fortíssima. Árvores, postes e murros foram derrubados, rios transbordaram, muitas ruas e avenidas de extrema importância para a locomoção urbana ficaram alagadas e o transporte público, deficiente, sofreu grandes interrupções. Como consequência, muitas pessoas ficaram ilhadas e não conseguiram chegar ao trabalho.

Será que mesmo nessas circunstâncias é possível manter a produtividade e a qualidade do trabalho? Dependendo da função exercida pelo profissional e do equipamento que se tem disponível em casa, é possível, sim! Um trabalhador que precise operar maquinário pesado não tem como fazer muita coisa a distância, mas quem realiza tarefas mais administrativas, geralmente apenas usando o computador, tem como ajudar.

A primeira coisa a se fazer é estabelecer na empresa uma cultura de colaboração, entusiasmo e reconhecimento, de forma a desenvolver nos colaboradores a vontade de fazer a marca crescer. A partir disso, insira aos poucos a cultura de trabalhar de casa. Pode ser um sistema de rodízio ou mesmo pedir que alguém que precisou faltar faça alguns trabalhos simples e envie por email, por exemplo.

Em um caso de emergência, comece conversando com a família sobre trabalhar de casa. Separe um local para que você possa se concentrar e tenha acesso a internet e telefone. Estabeleça um horário. Respeite sua hora de começar o trabalho, de parar para o almoço e de encerrar o expediente. Mantenha até aquela pausa para o café. E lembre-se: não é porque você vai trabalhar em casa que dormir até mais tarde é uma boa ideia. Claro, você pode aproveitar mais uma ou duas horinhas de sono, já que não terá que gastar o tempo de deslocamento até a empresa, mas respeite sua rotina matinal: exercícios, banho, café da manhã…

Evitar distrações é importante. Se você levar o computador para a sala e ligar a televisão, dificilmente focará no que precisa fazer. Caso você tenha filhos, estabeleça limites. É bom – e importante! – passar mais tempo com eles, mas você precisa fazê-los entender que, mesmo em casa, está trabalhando.

Essas são as dicas do Salada para que você possa manter seu nível de produtividade mesmo se não conseguir ir para o trabalho. Aos que sofreram perdas nas chuvas recentes, nossa mais alta estima e votos de superação.

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print

1 Comentário