Voltar

Saindo da Zona de Conforto-Faltam 24 Dias!

Vista do 21º Andar

O dia começa com uma reunião muito especial, conhecer meu sucessor. Ao você pedir demissão, alguém virá para o seu lugar, isso parece óbvio, mas na prática não é assim tão simples.

Estou na minha sala o aguardando, meus pensamentos estão em qualquer lugar da belíssima paisagem que vejo do 21º andar. Uma espécie de retrospectiva passa pela minha cabeça, como o trailer de um filme. As conquistas, as dificuldades, os erros, a superação, o desenvolvimento, as pessoas, as que fizeram diferença na minha vida e as que não foram tão legais assim comigo, os eventos que participei, as viagens que fiz…Essa rotina que preencheu meus dias até aqui não mais acontecerá…vou sentir falta.

O escritor irlandês, Oscar Wilde escreveu: “Há muitas coisas das quais nos livraríamos com alegria se não houvesse outras pessoas dispostas a usá-las”. Esse pensamento reflete perfeitamente o que estou sentindo, desde que pedi demissão tenho escutado frases como: “você é louca”, “você tem o emprego ideal”, “nossa! daria tudo para estar no seu lugar!”, “como você tem coragem de deixar tudo isso para fazer nada?” etc.

É verdade, ao buscar novas possibilidades, estou “deixando” um monte de coisas boas para trás, isso é um fato. Mas também é um fato que as pessoas ao nosso redor tendem a focar somente nessas coisas boas e aí, é natural, que se surpreendam quando você informa que está abrindo mão disso. Uma conhecida frase popular exemplifica bem isso: “time que está ganhando não se mexe”. Meu maior desafio nesse momento, além de concordar que vou sentir falta dessas coisas boas que a situação presente oferece, é ser capaz de manter meu foco lá na frente, no conjunto de outras coisas boas que idealizei.

Isso está ligado a sonho, a acreditar, a ser capaz de planejar e de fazer acontecer e, apesar de todos nós sermos capazes de fazer isso, muitas vezes ficamos tão focados no que as pessoas valorizam e desejam, que temos dificuldades de deixá-las para trás e, ao fazer isso, corremos o risco de acumular uma vasta experiência em coisas repetidas e que não nos trazem verdadeira realização, simplesmente porque essas coisas preservam o status quo, o que é conhecido e dominado por nós, e nos garantem a validação dos outros.

Um dos grandes obstáculos para promovermos uma mudança, seja ela de que natureza for, é a nossa “preferência” natural pelo que nos é “confortável” e já merecedor do reconhecimento dos outros. Entre a situação atual, nossa zona de conforto, e a situação desejada, o desconhecido mundo novo, há um longo caminho. Conseguir completar essa caminhada e, chegar do outro lado é o objetivo.  O risco é, ao tentarmos enfrentar o turbilhão de emoções e adversidades que moram nesse caminho, nos perdermos e, ao nos perder, retornarmos ao que nos conforta e valoriza. O prêmio por ter conseguido cruzar esse caminho e ter chegado lá? Realização pessoal, orgulho, superação e um mar de novas oportunidades.

Saio rumo à São Paulo, meu marido está na cidade a trabalho, jantamos no restaurante KAA com a minha amiga Jo. Ela nos informa que agora já tem uma data para seu último dia como executiva. Legal, terei uma companhia amiga para a longa caminhada e, juntas, enfrentaremos as adversidades, risos.

Boa sorte Jo!

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print

13 Comentários

Mari, fico feliz que tenha gostado do texto. Volte sempre e não deixe de compartilhar conosco seus pontos de vista. Vou adorar!

É isso aí, Claudinha… Nunca e tarde para buscar o sonho da realização profissional e, se possível, associar a estilos de vida pessoal. Parabéns pela sua atitude e decisão! Agora é a Josicreide…. Se essa onda pega ….

Sera que todo mundo esta opting out? Espero que nao, consultores precisam de executivos…risos. Volte sempre ta? Merci!

OIá Renato, estou em paz com a decisão que tomei e certa que ainda tenho muito para fazer e contar! Fique for perto! Bjo grande. Joseana

Tomar uma decisão importante na vida é uma coisa muito dificil, por isso você estar de parabens, por ter tomado coragem e com certeza conseguirá os seus objetivos.

É mesmo! Toda importante decisão implementada merece reconhecimento e celebração. Obrigada e volte sempre!

Cláudia, realmente julgar é muito difícil e com certeza a descisão de mudança sendo ela desejada ou não é complicada de administrar até o momento que a descisão é tomada. Depois é bola prá frente esendo muito importante deixar o passado na saudade e na lembrança. Parabéns

Isso mesmo Renata, voce tocou no ponto exato! Já tomou a decisao? Então tem que olhar para frente! Obrigada e espero receber seus comentários e opiniões em outros assuntos também. Valeu!

Sei exatamente como você se sente…fiz a mesma coisa e quer saber? Ninguém me apoiou e olha que meu emprego não era nem metade do que o seu era.
Por isso, minha cara chará, manda ver que você é poderosa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Como me disse uma vez um amigo meu: “o sucesso começa na intenção da gente”.
Beijos

Olá Claudia, adorei essa frase, é verdade, o sucesso começa a partir da nossa definição do que ele é e da nossa ação! Venha sempre e deixe seus comentários, tá? Vamos adorar!!! Obrigada pelo apoio!!!!! bjs

Claudia,

TIm Noakes, autor de “Lore of Running” comenta em seu livro: “O sucesso pessoal começa com modéstia e autocrítica” e ” Você não viveu no mundo do esporte competitivo, até encontrar a batalha que não é contra o adversário, mas contra você mesmo”, sair da zona de conforto diz respeito a estas duas frases, mas certo é que você sempre possuiu estas três condições básicas: modestia, autocrítica e autodesafio. Assim, já sabe de antemão que o caminho não será fácil, mas, mais uma vez, você irá conquistar o que procura. Bjs., Chico/Katia

Obrigada queridos! Com o incentivo de voces, tudo fica mais facil. Voltem sempre!