Voltar

Sua própria retrospectiva

Sua própria retrospectiva

Que tal fazer uma retrospectiva desse ano para definir as suas resoluções para próximo?

Amanhã é o último dia do ano e você provavelmente já está com a cabeça repleta de pensamentos: o que valeu a pena? O que não valeu? O que eu teria feito diferente? O que eu faria exatamente da mesma forma outra vez? Essa é uma boa oportunidade para avaliar seus talentos, suas escolhas e o que você fez para se desenvolver. Dessa forma fica mais fácil definir algumas metas para começar o novo ano com determinação e força de vontade para crescer.

Mas afinal… O que você pode fazer para transformar as reflexões desse ano em planejamento para o próximo?

Acredite, não é tão difícil. Na verdade, é até fácil e pode ser bastante divertido e estimulante. Para fazer as suas resoluções de ano novo, não adianta você falar que quer ir ao cinema mais vezes, por exemplo, e deixar por isso mesmo. Reserve algumas horas do seu dia para refletir sobre isso, sente em um lugar calmo e anote o que vier à cabeça, seja referente à vida pessoal ou à profissional.

Comece pela parte mais difícil. Passe para o papel os piores momentos do seu ano. Tudo aquilo que você não tinha como controlar e acabou te fazendo mal. Ainda que você não tenha tido controle sobre essas situações, como você lidou com elas? Acha que lidou bem ou mal? O que poderia ter feito para passar por isso de uma forma mais saudável?

O próximo passo é pensar naquilo que foi ruim porque você fez más escolhas, julgamentos equivocados. Seus erros. Por que você fez as coisas dessa forma? Como poderia ter feito diferente e o que faltou para isso? Não precisa ser muito duro, mas tenha uma conversa sincera consigo. Reconheça suas falhas e descubra como corrigi-las.

Agora que a pior parte passou, é hora de pensar no que foi bom. O que aconteceu esse ano, sem você controlar ou influenciar diretamente, que abriu um sorriso no seu rosto? O que te deixou feliz? Você gostaria de estar nos mesmos lugares e com as mesmas pessoas que proporcionaram esses momentos felizes ano que vem? Como você pode fazer isso?

E o que você fez que foi bom? Quais escolhas você fez e definitivamente não se arrepende? Do que você se orgulha? Pense no quanto você foi capaz de se fazer feliz e, mais além, de fazer bem aos outros. Olhe para a sua própria capacidade de realização. Encontre dentro de si a força que você precisa para ser feliz e ajudar outras pessoas a serem felizes também.

Há algo que você gostaria de ter feito, mas não fez? Por que não? O que faltava para isso? Como você pode realizar esse desejo ano que vem?

Tudo no papel? Então leia… E releia. E leia mais uma vez. Pense bastante nisso. Pensou? Agora você já sabe exatamente o que precisa melhorar, o que gostaria de repetir, o que prefere evitar, o que fazer de novo, o que desenvolver… A partir disso, é só fazer a sua lista de resoluções de ano novo. Não aquela coisa comum de “perder 5 kg até o carnaval”, que você vai acabar jogando fora, mas efetivamente o caminho que você precisa trilhar para viver mais momentos felizes e passar longe dos tristes. E deixe essa lista em algum lugar que você sabe que vai ver o tempo todo.

E aí? O que você está esperando para fazer a sua própria retrospectiva?

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print