8 sinais de que você está trabalhando demais
Voltar

8 Sinais de que Você está Trabalhando Demais

Você consegue identificar os sinais de que você está trabalhando demais?

Muitas vezes, somos acusados por nossos amigos e familiares de negligenciarmos outras áreas da vida, porém, deixamos de lado essa reclamação.

Falei sobre esse assunto em matéria publicada no site Uol Mulher em 22 de outubro de 2014 e acredito que seja um tema bastante contemporâneo.

A busca por ser um profissional brilhante também passa por uma vida pessoal plena.

Portanto, se acontecer de notar alguns desses sinais de que você está trabalhando demais, reflita sobre seus hábitos e empreenda mudanças em seu cotidiano.

Você pode ler a matéria clicando AQUI.

1. Sua família reclama

 

A falta de atenção com a família é um dos primeiros sinais de que você está trabalhando demais. Essa situação se agrava quando você, além de não participar mais da vida em família, ainda desconta as frustrações do trabalho nas pessoas que vivem com você.

Após as reclamações, outro efeito colateral é o distanciamento. Afinal, se todo o momento você precisa que a data seja alterada por razão de trabalho, faz todo o sentido para eles, certo?

Portanto, se já deixaram de reclamar mas simplesmente não te chamam mais para nenhum programa juntos, fique atento.

 

2. Mais de um ano sem tirar férias

 

O setor de RH ligou mais uma vez para lembrar que as suas férias estão para vencer e sem isso você nem lembraria? Eis aí mais um dos sinais de que você está trabalhando demais.

Quando você não se dá conta disso é porque precisa urgente descansar a cabeça. Afinal, é para isso que você deve aproveitar bem suas férias.

 

3. Pouco cuidado com a saúde preventiva

 

Na minha opinião, deveria ser de responsabilidade do setor de RH toda empresa cobrar do empregado que faça seus exames de prevenção de doenças regularmente.

Como isso raramente acontece, cabe ao funcionário ficar em dia com exames médicos e odontológicos. Se você está há mais de um ano sem consultar, o ideal é tirar o atrasado. Saiba que as pessoas que tem indícios de trabalho excessivo são as mais propensas a apresentar problemas de saúde. Fique atento.

 

4. Poucos momentos sociais

 

Assim como a sua família, seus amigos também vão deixar de te convidar para eventos diversos. A lógica é a mesma: por que convidar alguém que não pode comparecer em nenhuma confraternização por motivos de trabalho?

É possível até que esqueçam do seu nome, afinal, quem não é visto não é lembrado. Quando só trabalhamos, somos considerados irrelevantes.

 

5. Obsessão com e-mail corporativo

 

Quando você está trabalhando demais, nem pensa que é errado checar e-mails e redes sociais de trabalho durante um final de semana em família ou uma viagem com amigos.

Se para você aquilo que foge da agenda corporativa é perda de tempo e o que tem relação com trabalho é mais urgente que outros assuntos, repense! Lugar de trabalho é na empresa.

 

6. Não ter um hobby

 

Pessoas que trabalham mais do que deveriam normalmente chegam ao final do mês e percebem que fizeram poucas atividades para si. Seja praticar um exercício físico, ler um livro ou acampar.

Se você não conseguiu se dedicar muito a essas práticas, o trabalho está tomando conta da sua vida e você precisa de mais lazer.

 

7. Distúrbios do sono

 

O cansaço em excesso pode ser um dos sinais que você está trabalhando demais.

Ou mesmo a falta de sono pode sinalizar muito estresse em decorrência do trabalho.

A má qualidade do sono emperra o fluxo de criatividade, mina a sua disposição e atrapalha seus momentos de lazer em dias de folga.

 

8. Relacionamento amoroso em ruínas

 

Os parceiros amorosos também se sentem prejudicados quando estão com alguém que trabalha demais.

Conforme minguam os momentos a dois, a separação é iminente.

Preste atenção em quantas vezes seu parceiro reclamou sobre a sua ausência por motivos profissionais e faça algo enquanto há tempo.

Se não houver um retorno positivo da sua parte, a primeira reação do outro é se afastar até que ambos fiquem completamente distantes.

 

Leia mais artigos relacionados ao equilíbrio do trabalho e vida pessoal Aqui!

 

– por Claúdia Klein

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInGoogle+PinterestWhatsAppEmail
print