Voltar

As piores coisas para dizer a um colaborador

As piores coisas para dizer a um colaborador

Por mais que a intenção seja boa, tem coisas que é melhor não falar.

Se você imaginou frases como “pegue suas coisas e fale com o RH” ou “seu trabalho está uma porcaria”, errou. As piores coisas que um chefe pode dizer a seus subordinados passam bem longe desses extremos, muitas vezes têm intenções positivas e estão presentes no dia a dia das empresas.

Vamos dar uma olhada nas piores coisas que um chefe pode dizer?

A primeira é fazer promessas vazias. Aquelas que são feitas da boca para fora, mas nunca serão cumpridas. Elas geralmente são fruto da vontade de motivar os funcionários, mas acabam se tornando mentiras e tendo efeito contrário: a desmotivação toma conta do ambiente. O não cumprimento de um acordo reflete negativamente na imagem de uma pessoa. Você gostaria de trabalhar para alguém que não cumpre o que diz? Pois é…

Outro erro bastante comum é dizer que a opinião do funcionário não tem valor. Mesmo que não se diga diretamente isso, falar coisas que remetam a essa interpretação ou agir dessa forma é um jeito de demonstrar falta de respeito e admiração, o que vai deixar o colaborador desmotivado e pode até fazer com que ele busque outras oportunidades. Afinal, por que alguém trabalharia para uma pessoa que não valoriza suas ideias?

Usar a palavra “muito” pode ser uma armadilha das grandes. Um chefe pode gostar de um funcionário que aja de forma bastante técnica, mas falar algo como “você é muito técnico” pode, em vez de soar como elogio, parecer uma crítica. Isso pode levar a pessoa a mudar sua abordagem no trabalho e, em alguns casos, até prejudicar seu desempenho.

Frases mal elaboradas também são um risco e tanto. Imagine que a empresa busca a inclusão social e o tratamento igualitário para todos e um dos gestores solta uma bomba como “aqui tem espaço para todo mundo, até para cadeirantes”. Por mais que a intenção seja nobre, a mensagem passada acaba tendo efeito contrário e, em vez de incluir, segrega. Pega mal, não é?

Falar coisas positivas seguidas de “mas” também é um perigo. Mesmo que a mensagem negativa que venha depois do “mas” seja pequena e quase insignificante perto dos elogios, é ela que fica na cabeça de quem ouviu. Busque formas de evitar isso, como dizer “você é competente, se desse um jeito nessa timidez chegaria ao sucesso rapidinho”.

E você? Tem alguma coisa que considere péssima para ser dita por alguém em uma posição de liderança? Conte para a gente!

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print