Voltar

Email marketing: como fazer?

Email marketing: como fazer?

Um email marketing bem feito pode ser o que precisa para alavancar sua empresa para o sucesso.

Você sabia que o email marketing é uma forma de manter seus clientes – e outros em potencial – sintonizados com as ações da sua empresa? Você pode fazer chegar na caixa de entrada dessas pessoas informações sobre seus produtos e serviços que elas não necessariamente vão ver nas redes sociais da marca. Oba! Então é só pegar o endereço de email de um monte de gente e sair enviando mensagens sobre o quanto a minha empresa é legal que chegarei ao sucesso, certo? Calma, não é bem assim.

O sucesso e o lucro não vêm fácil. Uma empresa tem muitos obstáculos em seu caminho e na internet não é diferente. Fazer um serviço de email marketing “pelas coxas” terá um resultado inverso ao desejado: suas mensagens vão acabar na caixa de spam dos destinatários, seu email pode ser bloqueado e sua marca perderá em pouquíssimo tempo a credibilidade que você tanto lutou para construir. Mas então, como fazer?

Para começar, você deve ter um email institucional. Nem pense em usar gmail ou outros servidores. Tenha o cuidado de criar algo como “[email protected]”. Se você não sabe como fazer, contrate alguém que saiba. De preferência um profissional especializado. Não é gastar dinheiro, é investir. Vale mais a pena pagar para alguém que saiba o que está fazendo que pedir como favor àquele sobrinho que vive na internet.

Na hora de disparar os emails, busque usar serviços de qualidade. Os melhores costumam ser pagos, mas não vão decepcionar. Se não souber em que serviço confiar, pode pedir a opinião da empresa ou profissional que fez o seu email institucional.

Ok, já tenho um email institucional e um serviço online de disparo de email marketing, mas e agora? O que eu tenho que mandar nesse email? Para começar, tenha sempre em mente que qualidade vale muito mais que quantidade. É melhor enviar emails relevantes com espaços de tempo consideráveis entre si que encher a caixa de entrada alheia com mensagens repetitivas.

Inclua informações relevantes e que sejam de interesse público. Não adianta você falar o que quiser se isso não for despertar a atenção e a curiosidade do cliente. Você deve primeiro pensar em atrair as pessoas para o site da sua marca ou as redes sociais, e só então no que quer dizer a elas lá. Vale lembrar que essa atração deve ser feita usando apenas o que você realmente pode oferecer. Não faz sentido despertar a curiosidade do cliente se você não puder saciá-la. Lembra quando você era criança e sua mãe dizia que, já que você provou esse alimento, também poderia gostar daquele outro? Tente pensar seguindo essa linha.

Preste atenção com as palavras usadas, a linguagem do texto, o peso e disposição das imagens, o uso das cores, fontes e tamanhos. Não faça nada exageradamente curto e muito menos longo demais. Cuidado também com palavras que são automaticamente consideradas spam, como “compre”, “contrate” e “ligue”. Isso vale para o corpo da mensagem e especialmente para o título. Vale a pena investir na contratação de um profissional especializado nisso.

Muita coisa acontece antes de clicar no botão de “enviar” e é importante estar atento a cada uma delas. Qualquer detalhe pode fazer a diferença e impulsionar sua marca para o topo… Ou cavar sua cova no mercado. Sua forma percepção do mercado e a forma de agir de acordo com isso é que determinam o sucesso ou fracasso da sua marca. E aí? Como você vai fazer?

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print