Voltar

Especialista em mídias sociais: contratar ou não? – Parte I

Especialista em redes sociais

Será que dá para fazer o trabalho de marketing online sozinho ou é preciso contratar alguém especializado no assunto?

Você já deve ter ouvido diversas vezes sobre a importância de ter a sua marca inserida e atuante no universo virtual – afinal, estamos vivenciando o que deve entrar para os livros de História como a Revolução Digital. Se acompanha o blog do Salada, já deve ter lido pelo menos um ou outro post sobre o assunto.

Vamos supor que você já tenha criado um site, blog, página no Facebook, perfil no Twitter, conta no Instagram, canal no YouTube  e se inserido em uma série de plataformas online que hoje são consideradas básicas para a comunicação de qualquer marca. Não adianta nada você ter um layout de encher os olhos e belíssimas fotos da empresa e dos produtos se for para deixar lá esperando a boa vontade do público. Seguidores, fãs, amigos e inscritos não caem do céu – e muito menos a admiração e respeito deles.

Então o próximo passo é programar algumas postagens para promover a marca a qualquer custo e pedir para todo mundo seguir/curtir/adicionar/se inscrever, certo? Longe do ideal. Vamos por partes…

Ter um estoque de postagens previamente programadas é, sim, fundamental. Isso garante que seus perfis nunca fiquem inativos, mesmo quando imprevistos impeçam que eles sejam trabalhados. Entretanto, garantir a publicação de mensagens como “acesse o site: www.minhaempresa.com.br” não vai ser nada bom para a sua imagem. Planeje uma grade de conteúdo que seja relevante para o seu público-alvo e descubra como a sua marca pode se integrar a isso.

Perfeito! Agora é só montar essa grade aí e agendar os posts! Ainda não é bem assim. Você precisa estar por dentro do que acontece no momento. Usar a seu favor aqueles assuntos que estão fazendo mais sucesso – e, no ambiente virtual, o sucesso pode durar poucos dias. Ter timing é essencial e pode fazer toda a diferença.

Mas monitorar o que acontece por aí dá trabalho e toma um tempo que não dá para desperdiçar… Melhor chamar o sobrinho para ajudar. Depende. Seu sobrinho pode até entender de internet e ficar o dia inteiro no Facebook, mas ele tem visão estratégica? Sabe traçar perfis, planejar ações de marketing, dar respostas boas, satisfatórias e imediatas? O responsável pelas mídias sociais de uma empresa deve ter jogo de cintura, pensamento rápido e afiado, facilidade de relacionamento interpessoal, capacidade analítica e uma série de outras características que mais parecem oriundas de um profissional tão complexo e importante quanto qualquer outro.

Chegamos aqui à questão levantada no título: vale a pena ou não contratar um profissional de mídias sociais? Sim! O trabalho em redes sociais é, afinal, um trabalho de marketing digital.

E quais são as tarefas que esse profissional vai desempenhar? Como saber se uma pessoa é boa para a função? De que forma se pode avaliar a experiência dela?

Parte II

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print