Voltar

Você está drenando sua própria energia?

Você está drenando sua própria energia

Imagem: Raw Story

Shake it out, shake it out”, já dizia a música de Florence + the Machine sobre os demônios que às vezes acumulamos e só servem para atrapalhar nossa vida. Há coisas que fazemos por puro hábito e muitas vezes não percebemos que nos são nocivas. Atitudes assim sugam a nossa energia, nos impedem de ir em frente e podem até nos cegar para oportunidades! O trabalho e a vida pagam a conta. Confira alguns comportamentos que é melhor manter bem longe.

Pensar em problemas. Pare um pouco e reflita sobre quanto tempo você gasta pensando em problemas. Isso desgasta a mente. Uma vez que o problema tenha sido identificado, de que adiantará ficar pensando nele? Pensamentos negativos vão ajudar em alguma coisa? Volte sua mente para a busca por soluções e, se elas não existirem, lamentar não vai ajudar em nada e só vai acabar com a sua energia, tirando sua atenção de outras questões.

Manter emoções negativas. Raiva, implicância, desprezo… A energia que você gasta investindo nesses sentimentos podia estar sendo aplicada em emoções positivas. Perdoe. Deixe para lá. Você vai chegar muito mais longe se estiver com o coração leve.

Não cuidar do corpo. Todo mundo sabe que manter a saúde em dia é importante para viver bem, mas a maioria deixa uma boa alimentação e a prática de exercícios físicos em segundo plano. Para ter energia, é preciso ter saúde.

Viver no passado ou no futuro. Nossa energia é gasta onde está o nosso foco. É comum ver gente que acha que “antigamente era mais fácil” ou “amanhã vai ser melhor”. É muito importante relembrar o passado e planejar o futuro, mas por que gastar tanto tempo nisso e se esquecer do presente? Invista suas energias no hoje, no agora.

Você cultiva alguma dessas atitudes? Se sim, pode estar na hora de rever alguns conceitos e pôr suas energias onde elas serão melhor aproveitadas.

Pensou em outro comportamento que pode prejudicar mais que ajudar? Conte nos comentários!

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print