Voltar

Salada Intercultural – parte II

Salada Intercultural

Imagem: AZ Central

No parte I abordamos questões como entendimento da linguagem e dress code. Hoje, confira mais detalhes importantes para compreender e se adequar a uma cultura estrangeira.

Maria Christina Cerviño

Imagem: arquivo pessoal

 

Maria Christina Cerviño é uma profissional da área de Marketing e hoje atua como consultora intercultural para executivos e famílias em processo de expatriação para a Cartus Corporation. Viveu por quatro anos nos Estados Unidos como expatriada.

 

 

O horário de chegada ao trabalho e de reuniões merece atenção. Em algumas culturas, principalmente nos EUA e Europa, chegar atrasado é considerado falta grave. Por outro lado, todos cumprem o horário de trabalho na risca. Cai a caneta quando termina o expediente. Para isso, abdicam de reuniões muito longas e conversas paralelas. Fique atento a como seus colegas de trabalho se relacionam e se dividem ou não assuntos particulares no ambiente de trabalho, porque em algumas culturas, diferentemente da brasileira, não se fazem amigos no trabalho. Neste caso, fique de olhos e ouvidos bem abertos e procure não dar mancada na chegada abrindo o seu coração para quem você não conhece. Isto ate pode ser considerado uma “fraqueza” da sua parte.

Cuidado também para não faltar ou se atrasar muito em compromissos e reuniões previamente agendados. A desculpa de que “hoje não deu” ou “esqueci de te avisar…” não funciona para quem tem a agenda detalhadamente pré-organizada, como é o caso de alguns estrangeiros. Um deles pode ser seu chefe.

A dica aqui é simples: fique atento aos compromissos que pipocam no seu Outlook com antecedência, mande mensagens de alerta para você mesmo e nunca se esqueça de sair com antecedência. Calcule o tempo de deslocamento, mesmo que dentro da empresa. O mesmo funciona quando quiser marcar um compromisso com alguém. Reserve um espaço na agenda da pessoa, mas com antecedência. De novo, a palavra antecedência…

Outra regra de conduta importante no exterior e que para nos brasileiros não é comum é o agradecimento depois de ser convidado para algum evento. Nos EUA, por exemplo, pode se comprar nas farmácias o THANK YOU notes, que é um cartão de agradecimento que se envia pelo correio no dia seguinte para a casa do anfitrião. Para um amigo ou par de trabalho, pode-se enviar uma mensagem de texto ou e-mail. O que vale é a lembrança.

Bem, outra dica diz respeito ao assunto da conversa. Tome cuidado sobre que tema abordar no meio das pessoas locais. Em todos os países existem alguns padrões morais, éticos e religiosos que são próprios da cultura e que devem ser respeitados por todos, ainda mais por um estrangeiro. Cuidado com comentários e piadas que envolvam raça, cor, gênero, classe social ou outros assuntos polêmicos que possam constranger algum participante da conversa. E em assuntos políticos, mantenha-se neutro, porque você não é cidadão local. Na dúvida do que falar, comente sobre o tempo ou sobre algum restaurante que frequentou.

Bem, morar fora do nosso país dá uma saudade danada dos nossos costumes locais. Que saudade do guaraná! Pois então, antes de partir, pesquise no local que for morar se tem loja que vende produtos brasileiros ou restaurantes onde se possa ir comer uma feijoada com pão de queijo. Pesquise também se existem grupos de brasileiros que se reúnem e procure fazer amizade com alguns. Trocar dicas e experiências nesta hora vale ouro! Gringo, em geral, aprecia experimentar um sabor diferente. Quando for receber algum colega de trabalho em casa, prepare alguma comida típica. Ele não vai se esquecer da sua hospitalidade tupiniquim!

Quando chegar lá, fique atento a todos estes ingredientes que a sua experiência será muito rica e cheia de estórias para contar aos seus amigos e família quando retornar ao Brasil. Só tome cuidado com um fator: entender aspectos culturais é fundamental para o convívio, porém não se deixe desfigurar tentando imitar hábitos que não são os seus. Preservar sua própria identidade, cultura e valores pessoais é crucial para ser bem sucedido no exterior e diferenciá-lo dos demais. Bom apetite!

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print