Voltar

Mãe e empreendedora em tempo integral

Imagem: arquivo pessoal

Imagem: arquivo pessoal

Amanhã é o Dia das Mães e, para comemorar, batemos um papo pelo Facebook com a empresária Fabiany Lima. Dona da marca Timolico, que oferece online roupas personalizadas pelo próprio cliente, ela conta de onde surgiu a inspiração para os produtos, fala sobre o crescimento desse mercado e revela o segredo para conseguir o sucesso profissional sem deixar de lado a tarefa mais importante de sua vida: ser mãe.

Como surgiu a ideia de criar a Timolico?

Quando minhas filhas gêmeas nasceram, eu comecei a fazer as roupas delas comprando os tecidos e enviando a uma costureira, porque tinha pouco tempo para ir a lojas e dificilmente achava opções diferentes de branco, rosa e lilás. Com o passar do tempo, as pessoas começaram a me pedir para fazer para suas filhas e em tamanho adulto. Como eu já trabalhava em startups de internet há dois anos, resolvi juntar as duas coisas e criar uma solução digital que permitisse a qualquer pessoa criar seu próprio produto.

E essas startups nas quais você trabalhou? Eram empresas desse mesmo segmento?

Não, duas eram startups de empresas de internet que já funcionavam em outros países e vieram iniciar no Brasil e a última era um marketplace de serviços.

E como a experiência adquirida nelas ajudou com a Timolico?

Além de me preparar para o dia-a-dia de uma startup, a diferença do ritmo de trabalho e velocidade de mudanças, eu pude evitar alguns erros como, por exemplo, ficar deslumbrada por ter uma empresa própria, achar que investimento resolve todos os problemas, esquecer que antes do sucesso vem muito trabalho e ter consciência da importância de uma equipe motivada e em sintonia.

Há quanto tempo a Timolico existe? Você considera a marca um sucesso?

A primeira versão do site foi ao ar em outubro de 2012. A Timolico vem ganhando espaço a cada dia, conquistando as pessoas pela qualidade e relacionamento que procuramos ter com os clientes, além disso, temos algumas coisas a nosso favor: o crescimento do e-commerce, a tendência de customização, um modelo de produção inovador com produção sob demanda e uma equipe experiente, então acredito que estamos no caminho do sucesso.

Você acredita que a customização de roupas e acessórios possa ganhar força nos próximos anos?

Com certeza; o e-commerce ainda vai crescer muito no Brasil. A exigência e a variedade de pessoas que passarão a comprar online, com gostos e opiniões diferentes, vai criar a necessidade de produtos diferenciados, onde exista uma experiência de compra interessante e uma humanização da compra virtual. Ao customizar você coloca um pouco de você no produto, essa é a melhor forma de ter um produto exclusivo.

Como você equilibra o trabalho e o cuidado com suas filhas?

Eu tenho um grande suporte familiar, que me apoia e incentiva sempre. Além disso procuro me organizar para estar com elas em alguns momentos importantes durante o dia, quando elas acordam, antes de dormir e nos finais de semana. A mobilidade que a internet me dá permite que eu escolha os horários e consiga montar uma agenda onde eu tenho um tempo de qualidade com elas sem sacrificar o meu trabalho, que exige muitas horas de dedicação.

Como elas reagiram quando você decidiu transformar a ideia de customizar as roupas em um negócio?

Elas adoraram, hoje são as principais modelos do site. Elas costumam vir ao escritório, onde temos um estúdio montado, e escolher as cores e modelos que mais gostam e querem usar.

Existe algum ingrediente secreto para garantir o crescimento da empresa sem sacrificar a convivência com as filhas?

Organização. Eu consigo ter tempo de qualidade com minhas filhas sem abrir mão do meu trabalho porque em cada atividade que eu estou executando me entrego 100%, com isso produzo ao máximo na empresa e também consigo curtir cada momento com elas sem culpa.

Se você pudesse enviar uma mensagem para novos empreendedores, qual seria?

Empreender é uma escolha muito pessoal, existem altos e baixos, os desafios são enormes, assim como as recompensas, então procure se preparar ao máximo, profissional e emocionalmente. Cerque-se de pessoas que tenham os mesmos sonhos que você e vá em frente com tudo! No pior dos casos, você terá experiências fantásticas para contar.

E para as mães?

É possível conciliar a maternidade em sua plenitude e a realização profissional, não existe necessidade de escolher. Seu filho vai crescer e seguir seu caminho, e será muito mais feliz se você for feliz. Sua profissão, seja ela qual for, faz parte do seu caminho para felicidade, não abra mão dela.

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print