Voltar

Gravidez e Programa Trainee… É possível? – Click Coaching

Márcia nos enviou um e-mail pedindo ajuda para refletir sobre uma dúvida que adjetivou de “urgente”. Situação totalmente compreensível e já abordada aqui no Salada Corporativa através da dúvida da Juliana. Ela descobriu que, após participar do processo seletivo e entregar os documentos para admissão em um programa trainee, vai ser mamãe. Sua dúvida e preocupação referem-se ao momento, ela desejava a maternidade, mas tem dúvidas se esse acontecimento não planejado pode atrapalhar sua carreira. Ela pergunta como lidar com essa situação? “Não desejo mentir para o RH”, diz Márcia.

Gravidez no Processo TraineeComeço parabenizando a Márcia pelos dois grandes motivos, seu desempenho no processo seletivo para trainee e pela linda notícia da chegada do bebê. Concordo que nem sempre as coisas que desejamos muito e reputamos como muito boas, acabam acontecendo ao mesmo tempo ou de forma planejada.

Infelizmente a maternidade, pode acarretar na eliminação ou na postergação dessa oportunidade. Ou então pode ser que a empresa tenha práticas modernas e respeitosas de gestão de pessoas e siga com sua contratação.  O fato é que a Márcia jamais vai saber antes, ela tem que tomar sua decisão JÁ! Tem que decidir como vai lidar com o fato e se preparar para gerenciar a resposta que receberá. A chave é sempre agirmos apoiados nas nossas crenças e acreditar que o que acontecer será o melhor para nós.

Vejo duas possibilidades:

1)      Falar com o representante da empresa antes que formalizem sua contratação;

2)      Deixar o processo de contratação seguir normalmente e contar sobre a gravidez mais para frente.

Você deve estar perguntando nesse momento: Qual é a melhor decisão?

Sinto se a decepciono, mas a resposta é “depende”. Depende simplesmente porque a melhor decisão vai ser aquela que estiver diretamente amparada pelas coisas que você acredita, pela forma como você vê e interpreta o mundo. Quanto maior for o alinhamento entre sua decisão e o que valoriza, mais energia e tranquilidade você terá para lidar com os impactos oriundos dessa decisão.

Para apoiá-la nesse processo, sugiro algumas reflexões:

  • Qual a importância dessa posição para você?
  • O que essa empresa traz de diferenciais que a faz acreditar que não vão se repetir em outro momento da sua vida profissional?
  • Imagine que alguns anos se passaram e você está contando a decisão tomada a um grupo de profissionais que admira…
    • O que você gostaria que eles pensassem sobre você?
    • Que feedback eles estão te dando sobre a decisão que tomou?
  • Com base na 1ª possibilidade apresentada acima. Imagine que você seja o representante dessa empresa…
    • O que faria você seguir em frente com essa contratação?
    • Quais são suas preocupações?
    • Quais argumentos você utilizaria para atender as questões acima?
  • Considerando a 2ª possibilidade apresentada. Imagine que algumas semanas se passaram após sua contratação e chegou o momento de contar a novidade…
    • O que você está dizendo para o seu gestor e para o RH?
    • Que argumentos você está apresentando para fazer com que vejam o lado “positivo” da situação?
    • Como pretende minimizar possíveis pensamentos sobre o lado “não tão positivo”?
    • Imagine que você possa ouvir seus colegas comentando sobre a situação, sem que eles percebam que está presente… O que falam de você? Como você se sente? O quê você pensa?
  • Para cada uma das duas possibilidades, reflita e responda:
    • Que oportunidades essa possibilidade me traz?
    • Que riscos ela oferece?

Pondere os prós e contras das duas situações, converse com você mesma, seja franca e se prepare para seguir em frente.

Caso opte por contar logo e a empresa decidir não seguir em frente com a contratação, finalize a conversa com a preocupação de deixar a porta aberta.

Pense também em aproveitar esses meses que antecedem o nascimento do bebê para, além de planejar sua chegada, investir em iniciativas de desenvolvimento e atualização profissional. Participe de eventos, palestras e cursos da sua área, assim, você se manterá conectada com o mercado e aumentará sua rede de contatos.

Não tenha dúvidas que sempre haverá novas e interessantes possibilidades e, quem sabe, até mesmo na mesma empresa, caso goste da área e do seu posicionamento.

Sucesso e muitas felicidades para você, para a família e para o bebê que vem chegando!

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print