Voltar

Qual é a sua motivação?

Imagem: Inc

Imagem: Inc

Pare alguns instantes para fazer uma reflexão. O que é que faz você sair da cama todos os dias? Não vale responder que é o despertador, a responsabilidade de ter que levar os filhos para a escola ou a necessidade de trabalhar para poder pagar as contas. Tem que ser algo que dê significado à sua vida, que dê vontade de se desenvolver e crescer como pessoa e profissional.

Pense no que você deseja alcançar, aonde quer chegar, nos sonhos que quer transformar em realidade. Esta reflexão deve ser guiada por seus valores e princípios. Qual é a sua missão neste mundo? Que visão você tem da vida, do futuro? A resposta – ou respostas, por que não? – é provavelmente o norte que orienta as suas ações com a família, os amigos, os relacionamentos amorosos, as decisões pessoais… Mas como isso impacta a sua carreira?

É no trabalho que você passa a maior parte do seu dia e, se ele não satisfaz os princípios que guiam a sua satisfação e plenitude, dificilmente você será feliz nele. Portanto, vale a pena repetir a pergunta: qual é a sua motivação? Pesquisas recentes apontam que aquelas pessoas que trabalham apenas pensando em ganhar dinheiro, realizar tarefas e cumprir prazos fazem tudo “por fazer”. Sem que percebam, o sentido do trabalho se perde – e com ele vai a produtividade, o senso de responsabilidade, a entrega, a paixão, a inspiração… E a partir daí se forma uma bola de neve que desce montanha abaixo, podendo gerar estresse e até depressão.

Por outro lado, aquelas empresas que apresentam resultados surpreendentemente positivos têm em seu corpo de colaboradores pessoas que, além de compreender bem o seu trabalho e fazê-lo com maestria, sabem por que fazem o que fazem. Eles têm uma causa, um objetivo poderoso, que vai muito além de “deixar o relatório na mesa do chefe até as 16h”. Apaixonadas pelo que fazem, essas pessoas estão verdadeiramente engajadas com a causa da empresa porque acreditam nela, se identificam. É uma missão conjunta e colaborativa, buscada e celebrada por todos os envolvidos.

Invista seu tempo em, pouco a pouco, pavimentar sua própria estrada dos tijolos amarelos. Ao longo do caminho, você vai encontrar mais gente indo para o mesmo lugar e, a partir daí, a troca de experiências e o trabalho em equipe são aliados poderosos. Mas aí voltamos, outra vez, àquela pergunta inicial: qual é a sua motivação?

A questão é difícil de responder. Demanda tempo, paciência, análise, organização. Mas como se dedicar à árdua tarefa de conhecer a fundo os próprios anseios em um mundo tão apressado e atarefado como o de hoje? Não importa o quanto você esteja ocupado, sempre terá aqueles cinco minutos no banho, o trajeto de casa para o trabalho e mesmo os fins de semana. O retorno será a longo prazo, mas muito mais lucrativo – e não apenas financeiro, mas em termos de felicidade – que o pensamento imediatista do “trabalhar para ganhar dinheiro”.

E aí, por que você sai da cama todas as manhãs? Se a resposta não for satisfatória, pode estar na hora de fazer algumas mudanças.

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print