Voltar

As 7 dicas para se tornar um franqueado de sucesso

Haroldo Monteiro / Imagem: arquivo pessoal

Haroldo Monteiro / Imagem: arquivo pessoal

Haroldo Monteiro é formado em Administração de Empresas e Engenharia Econômica pela UERJ. Possui vasta experiência no mercado de varejo tendo atuado como executivo em várias empresas deste setor. MBA em Business Administration pela Ohio University, e sócio da Planning &Mangement, consultoria especializada em gestão e estudos de tendências econômicas para o varejo. É professor convidado do Coppead, onde ministra Administração Financeira de Curto Prazo.

 

Com uma economia mais previsível e com taxas de juros de um dígito, o ambiente para novos negócios no Brasil se torna cada vez mais atrativo. A cada dia mais investidores ávidos por um melhor retorno para seu dinheiro buscam novas oportunidades para empreender. Com base neste cenário é que a ABF (Associação Brasileira de Franchising) faz suas projeções para 2012 de faturar cerca de R$ 105 bilhões com 115 mil lojas espalhadas pelo país. Os números atuais reforçam esta tese: com 2031 marcas, o Brasil é o quarto maior em marcas de franquias no mundo.

Diante destas perspectivas, muitos investidores sem experiência em um negócio próprio se veem atraídos pela possibilidade de terem seu “próprio negócio”, Franquias e Franqueadoresconquistarem uma boa remuneração, e ainda obterem qualidade de vida pois seriam donos da “sua empresa”. Geralmente na maioria dos casos o jovem empreendedor pensa em comprar uma franquia, pois assim ele seria dono de um negócio que tem uma marca conhecida, e obteria através do franqueador todo o know-how necessário para sua gestão.

Porém, nem sempre comprar uma franquia de uma marca conhecida ou de sucesso é garantia de que sua unidade franqueada será rentável e você atinja seus ideais ou ainda não tenha risco de perdas de seu capital. Na verdade caso o candidato a franqueado tome certos cuidados ele pode diminuir bastantes os riscos do empreendimento. Para isso o investidor deve estar atento as 7 dicas principais para se obter sucesso no mundo do franchise.

1) Se identificar com o negócio – Comece sempre com esta pergunta: Você, como cliente, compraria o produto/serviço desta marca? Outro ponto, pense também que, não adianta você procurar um negócio no qual você detestaria trabalhar ou que não tenha afinidade. Quando o franqueado tem afinidade com o “business”, ele tem mais motivação no seu dia a dia, gera menos stress no trabalho, e oferece um melhor atendimento a seu cliente.

2) Obter referência de franqueados existentes – Antes de tomar qualquer decisão de investimento em uma franqueadora, obtenha dados de outras unidades franqueadas, sobre aceitação do produto no mercado, e a forma de trabalho da franqueadora. Visite uma franquia existente.

3) Fazer a Avaliação Financeira do Negócio – Antes de tomar sua decisão de investimento, não esqueça de analisar a planilha com a viabilidade econômico-financeira da franquia que o franquedor lhe apresentará. Atenção especial na despesa de aluguel e condominio, pois estas terão um peso maior no total de suas despesas e ainda por cima são despesas fixas. Veja qual é a venda mínima necessária para atingir seu ponto de equilíbrio. Faça um estudo com no mínimo 3 cenários para suas vendas: ruim, médio e bom, e analise se em todos eles você consegue cobrir suas despesas.

4) Dispor do capital necessário para o empreendimento – Quando for investir na abertura de uma franquia, faça um correto dimensionamento do capital necessário para a operação. Veja se o valor da franquia desejada é compatível com suas disponibilidades. Você precisará de uma quantia para as “luvas do ponto comercial”, instalações, taxa de franquia, capital de giro, e ainda dispor de uma reserva financeira para cobrir seus gastos pessoais no início do negócio. Existem financiamentos para abertura de novas franquias, porém se o valor do empréstimo em relação ao montante de recursos total necessário for alto, poderá inviabilzar o negócio. Faça bem as contas pois você terá que pagar mês a mês o valor das parcelas do principal + juros, que deverão caber dentro do orçamento da franquia.

5) Avaliar bem o “ponto” – Avalie a localização de onde será a loja: Veja quem são as lojas que estão próximas, se há fluxo de pessoas constante durante o dia, se o seu produto é compatível com os consumidores do shopping ou da localidade. Caso o ponto oferecido seja em um shopping novo ou recém inaugurado, mesmo que você tenha tomado os cuidados acima, o risco será maior pois até a sua consolidação você poderá enfrentar um ambiente de vendas fracas e amargar prejuízos.

6) Se capacitar gerencialmente – Se você quiser abrir seu próprio negócio, lembre-se: Você será o gestor financeiro, administrativo, marketing e de recursos humanos. Faça um curso de gestão, desenvolva competências nestas áreas. Você com certeza terá que enfrentar problemas de administração de capital de giro, motivação de equipe, gerenciamento de conflitos, gestão de vendas.

7) Obedecer ao velho ditado: “O olho do dono engorda o porco”, não pense que por ser uma franquia de uma marca já conhecida o seu negócio andará sozinho. Muito pelo contrário, um investidor em franquia para ser bem sucedido precisa estar focado, se dedicar à gestão, viver o dia a dia de seus clientes, e motivar sua equipe.

*Originalmente publicado aqui.

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print