Voltar

Desculpa Esfarrapada nas Organizações

A Workforce Institute, da Cronos Incorporated, conduzida pela Harris Interactive revelou através de uma pesquisa que, em qualquer lugar do mundo, a desculpa mais ouvida para se ausentar do trabalho e para participar de algum evento, como ir ver o time de coração em campo, é dizer que está doente. Enquanto na França, apenas 11% usam a desculpa, na China os números crescem para os assombrosos 58%%. Apesar de alto os dados na China, é importante destacar que os chineses, em torno de 49%, faltam para participar diretamente de alguma prática esportiva.

Entre os esportes que podem causar faltas dos funcionários estão o futebol (Austrália, França, México, e Reino Unido), Futebol Americano ( EUA), Hóquei (Canadá) e os Jogos Olímpicos foram citados em 6 das 8 regiões analisadas.

Para piorar a situação, os funcionários admitem simular doenças para faltarem também no dia seguinte ao evento esportivo. Para os chineses, a ressaca se estende para 54% dos entrevistados. A França não ostenta um gráfico tão baixo na hora de dar desculpas à toa. Para 82%, a culpa em dar a desculpa esfarrapada chega 92%.

Em outra pesquisa recente, feita pela Mercer, com patrocínio da Kronos, apontou que ausências não planejadas chegam a custar 8,7% da folha de pagamento anual de cada corporação. Durante o levantamento, os gestores foram perguntados sobre a possibilidade de evitar estas ausências por simulação de doenças. A resposta mais ouvida era aderir à prática de horários mais flexíveis. Os indianos lembraram mais sobre o Home Office e em outras regiões a permissão de folgas não remuneradas e a criação de benefícios como a “sexta- feira de verão” foi destacada.

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print