Voltar

Por que alguns funcionários torcem contra a empresa?

Texto original: Trabalhando.com

Sabemos que muitos profissionais torcem para que as coisas deem errado e para que a empresa em que trabalham afunde. Na verdade, muitos de nós, em alguma fase da vida, já torcemos contra alguém ou alguma coisa. Pode ser para que o namoro daquele seu ex-parceiro (a) que o traiu ou magoou dê errado ou para que uma pessoa que você não gosta muito não se dê bem naquilo que está fazendo, no futebol…

O fato é que sempre haverá os que torcem contra. São pessoas que veem sempre a dificuldade. Para elas, tudo é complicado,“quase impossível”. E mais, quando elas percebem que as coisas podem realmente dar certo, mais elas torcem contra, para que tudo dê errado. Mas quais são as razões para essa atitude? Não seria mais fácil procurar um novo emprego e tentar ser feliz em outro lugar? Apesar de parecer óbvio, a resposta não é tão simples assim. Muitas pessoas são naturalmente pessimistas e acomodadas e para elas é muito mais fácil ter pensamentos negativos do que positivos.

Para Renato Grinberg, diretor-geral da Trabalhando.com, essa é uma atitude comum àqueles que não têm ambição profissional ou objetivo certo na carreira. “É triste pensar que muitas pessoas perdem tempo desejando mal aos outros ou à empresa em que trabalham, mas infelizmente isso é mais comum do que parece. Muitos profissionais preferem falar mal da empresa ou do chefe do que mudar de atitude e de empresa. Para eles é muito mais fácil torcer contra do que arregaçar as mangas e tentar ajudar”, afirma. E não é só isso: pensamentos negativos podem trazer consequências graves à saúde. Um levantamento desenvolvido em 2010 pela International Stress Management Association (Isma) revelou que, entre pessimistas inveterados, as chances de desenvolver doenças — como problemas gástricos, dores musculares, arritmia e taquicardia — são maiores. É preciso tomar cuidado!

Se você está vivendo esse momento na carreira não se deixe abater, essa pode ser a hora da virada. Para isso, Grinberg dá cinco dicas para ajudá-lo a transformar pensamentos ruins em bons resultados:

  • Não se contamine ou se deixe influenciar: Evite comentários negativos, em toda empresa você encontrará pessoas insatisfeitas por algum motivo. Pessimistas não vão muito longe;
  • Pense positivo: Boas energias atraem bons resultados, esse é um processo natural. Em vez de ficar procurando pelo em ovo, tente buscar o lado positivo das coisas;
  • Faça a sua parte: Execute seu trabalho da melhor forma para alcançar resultados melhores. Bons resultados motivam e podem trazer além de satisfação, um retorno financeiro significativo;
  • Use seu tempo para cuidar de você: O tempo passa muito depressa, quando você menos espera o dia chega ao fim, então por que em vez de passar o dia falando mal da empresa ou do chefe você não direciona seu tempo para boas atitudes? Aproveite seu tempo livre para relaxar, estudar, ler e se aprimorar. Esse comportamento lhe renderá frutos no futuro;

Procure um novo emprego: Se nenhuma das dicas der certo essa é a hora de buscar outro trabalho.  Atualize seu currículo e se abra para novas oportunidades. Muitas vezes é duro aceitar, mas o seu ciclo nessa empresa pode ter terminado. Prepare-se para iniciar um novo momento em outro lugar. Com a mente direcionada para pensamentos positivos e seu esforço pessoal, a chance de encontrar “o emprego do sonho” é bem maior.

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print

1 Comentário

Não concordo que as pessoas sejam sempre assim.
Acreditar nisto seria como dizer que alguém nasce bom ou ruim.
Acredito que há uma resposta pessoal para cada momento.
Já tive colaboradores que todo mundo condenava e obtive o melhor deles.
Da mesma maneira de sabemos que um colaborador não se demite da empresa, mas do seu líder, também pode não torcer contra a empresa, mas contra o seu líder.
As organizações ainda se comunicam mal, não preparam seus líderes e os efeitos são graves. Basta ver o crescente número de condenações por assédio moral.
Saudações