Voltar

Gente em Ação: Construindo Resultados

A geração de resultados nunca esteve tão em foco como no atual cenário barasileiro. São inúmeros os fatores que vêm proporcionando às empresas oportunidades em quantidade e em dimensão talvez nunca antes imaginadas pela maioria dos gestores há alguns pouquíssimos anos.

A boa notícia é que, apesar das controvérsias, as pesquisas apontam para a continuidade desse cenário, motivada por diferentes eventos, internos e externos. A notícia não tão boa assim, é que esse mar de oportunidades exige um significativo conjunto de realizações que possibilitem nadar nessas águas.

Sabemos que antes da entrega de resultados, deve haver ação, por trás da ação há pessoas que, por sua vez, precisam de liderança.

Esse é o grande desafio das empresas e das áreas de Recursos Humanos: a formação em tempo recorde de gestores capazes de liderar um processo de mudança em que respostas práticas, rápidas e assertivas serão os principais insumos. Isso em um cenário de falta de qualificação profissional e, consequente, disputa acirrada por talentos.

As empresas precisam colocar em prática já (e sabemos que muitas já estão atrasadas), mecanismos para formação e, em muitos casos, aceleração do seu próximo nível gerencial. O desenvolvimento de competências de gestão tem que ocorrer antes da pessoa se tornar gestora. Os tradicionais seminários que explicam o que é ser gestor depois que alguém foi promovido, não são mais eficazes.

Redesenhar o conceito de gestor também se faz mandatório, eliminar alguns “filtros” utilizados largamente por anos na seleção também será necessário. Por exemplo, no meio disso tudo, o quê significa e, qual a relevância de afirmarmos que selecionamos candidatos de faculadades de 1ª linha? Que outros exemplos como esse devem ser revisitados?

Por outro lado, falamos de uma grande oportunidade de crescimento profissional para aqueles que investrirem no seu desenvolvimento, para os que forem capazes de olhar lá na frente, propor ações que possam ser implementadas já e que gerarão resultados concretos.

Também não tenho dúvidas de que todo esse aumento de necessidades resultará no significativo aumento da cobrança e da pressão em cima de executivos e profissionais. Um grande número de pessoas não desejará atuar nesse cenário e buscará outras formas de se relacionar com o trabalho.

Oportunidade gerando mudanças que gerarão outras oportunidades, isso é ótimo e necessário. O que não pode faltar mesmo é liderança, de pessoas e de processos. Líderes que sejam capazes de entender essa problemática, que possam identificar alternativas e que estejam aptos a colocá-las em prática. Grande e difícil desafio! Mas alguém aqui achou que era algo fácil?

Gente em Ação – Construindo resultados é, exatamente, o tema que permeia toda a programação do CONARH ABRH 2011, o maior e mais importante evento de gestão de pessoas da América Latina. Uma escolha mais do que acertada porque chama a atenção dos gestores para as grandes oportunidades que o país está propiciando e para os desafios e riscos envolvidos no processo de expansão e manutenção dos negócios para conseguirem acompanhar esse ritmo.

Vale a pena conferir a programação do evento que ocorre em São Paulo nos dias 15, 16 e 17/08. Muita discussão, informação, novidades e networking, transformam esse fórum em um propício ambiente para geração de idéias que conduzam à ação e à geração de resultados.

A equipe do Salada Corporativa estará no CONARH 2011 fazendo a cobertura do evento.

Nos vemos por lá!

Agenda:

CONARH 2011 – ABRH Nacional

Local: Transamerica Expo Center – Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro – São Paulo – SP

Confira a Programação de cada um dos dias do evento:  15/0816/0817/08

Clique aqui e faça já a sua inscrição!


Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print

3 Comentários

Olá! Será uma grande oportunidade a troca de informações e experiências que o CONARH 2011 oferecerá.
Estarei visitando o congresso em 17/08.
Muito boa esta matéria sobre o foco em resultados que atualmente é o grande objetivo estratégico das empresas, e o papel fundamental que o RH tem na identificação, formação e retenção dos talentos que compõem o time. Empresas de alta performance precisam de profissionais com preparação e reconhecimento específicos. O RH estratégico tem que conhecer o negócio .
Parabéns!

Isso mesmo Ligia!
Identificação, formação e retenção são, mais do que nunca, os grandes desafios e objetivos estratégicos de qualquer RH hoje, independente do segmento de negócio.
Esse tema Gente em Ação, reforça exatamente isso, temos que agir hoje para não impactarmos os resultados que a empresa e o crescimento do Brasil demandam.
A equipe do Salada Corporativa também estará no CONARH 2011, imperdível! Forum ideal para fomentar essa reflexão e partir para a ação.
Obrigada!