Voltar

Inovação e Solução Criativa de Problemas

Tive a oportunidade de assistir à palestra de Solange Machado, sócia da Focus Consultoria. Com o tema “Inovação e Solução Criativa de Problemas”, Solange abordou de uma forma prática e muito interativa a definição de inovação, bem como, alguns dos fatores que a bloqueiam e, também, exercícios práticos de como inovar no dia a dia. Solange é uma verdadeira especialista no assunto, reunindo sólida experiência corporativa e contínua formação, nacional e internacional, com foco no tema.

Palestrante Solange Machado, Focus - SP

Dentre as diversas questões interessantes abordadas pela palestrante, destaco um dos pontos que me chamou a atenção, foi a apresentação matemática da Inovação, que segundo Solange, foi construída por uma PHD em matemática que foi sua professora. A fórmula matemática apresentada por ela foi:

CRIATIVIDADE = f (C, I, A)

Tentando traduzir… criatividade é função, ou seja, depende de três variáveis:

C = Conhecimento

I = Imaginação

A = Avaliação

Como estatística de formação, confesso que gostei de ver uma representação matemática para o tema. Essa representação facilita o entendimento de que variáveis influenciam a Inovação, mas, logicamente, não tem como objetivo simplificar a complexidade que representa colocarmos em prática a capacidade inovadora, que todos nós nascemos com, e , por uma série de razões, vamos deixando em segundo plano. Na busca por produtividade e economia de escala, adotamos sistematicamente coportamentos padronizados que, embora nos tragam ganhos, também limitam nosso estímulo de pensar “fora da caixa”.

Ainda usando a matemática, Solange compartilha conosco que a Capcidade Inovadora é composta por 1/3 de genética e 2/3 de aprendizado. Reforçando a idéia de que todos somos criativos e podemos desenvolver essa capacidade, ainda mais, se nos colocarmos na posição de aprender. Quando nos permitimos a exposição ao novo, a busca do desconhecido com a mente aberta ao “não óbvio” e com menos julgamentos do que é certo ou errado, conseguimos, sim, realizar coisas criativas.

Assim fazem os que têm perfil empreendedor, observam o ambiente e as pessoas com curiosidade, questionam o staus quo, buscando novas formas de atender às questões observadas, permitem-se experimentar o novo sem pré-julgamentos, avaliando o melhor caminho para geração de negócios e, por último,  conseguem mobilizar pessoas que passam a compartilhar com eles da vontade de gerar riqueza por meio da implantação dessa idéia, conseguindo suporte e realização pessoal.

A palestra foi uma injeção de ânimo e saímos todos com o compromisso pessoal de que vamos, sim, nesse caminho!

Compartilhe
FacebookTwitterLinkedInPinterestWhatsAppEmail
print